comportamento

A militarização das escolas públicas não é o caminho

Por esta série de problemáticas, concluímos que a militarização das escolas não é o caminho. É a educação pública, gratuita, laica, democrática, inclusiva e de qualidade social que oferece formação ampliada para os sujeitos que vão transformar nossa realidade, por isto não abrimos mão do ensino crítico, criativo e emancipatório. O ensino militar vai na contramão do que significa a educação transformadora de mentes e corações. E neste cenário de tanta dor, morte, é a esperança de que juntos e juntas vamos construir um amanhã melhor que nos move. E este novo amanhã começa dentro de uma escola que humaniza e rejeita as violências como estratégias pedagógicas.

LER MAIS »

Tânia Oliveira: suspeição de Moro e a justiça

A declaração de suspeição de Moro foi um grande resultado no caminho da Justiça. Vale agora lutar para garantir que não haverá retrocesso, como no lema de Direitos Humanos: nenhum passo atrás, nenhum direito a menos.Mas isso, bom que tenhamos claro, demanda um longo trabalho ainda pela frente. Não foi o fim de nada, mas uma grande possibilidade de começo, depois da suspeição de Moro.

LER MAIS »

O suicídio coletivo até as Eleições de 2022 com Bolsonaro

Não temos alternativa senão tirar Bolsonaro do poder. Há quatro grandes poderes que podem extirpar o presidente do cargo: o Legislativo, o Judiciário, a grande mídia e a sociedade civil. Parece que os três primeiros não vão se mexer enquanto não houver pressão popular. Um mix de covardia, comodismo e interesses próprios tomou conta das mais altas instâncias de poder. Cabe à nós, que estamos morrendo, pressioná-los. Antes que seja tarde.Antes que não exista mais NÓS!2022, será tarde. Muito tarde.

LER MAIS »

Campanha denuncia mortes de mulheres no Brasil

Campanha #NemPenseEmMeMatar denuncia cultura feminicida e número alarmante de mortes no Brasil

Mulheres de Norte a Sul do país se mobilizam em frente feminista para dizer que está em curso uma guerra sangrenta contra as brasileiras.

LER MAIS »

Diário do Bolso: me acusam de psicopata ou maluco

O tal do Guido também diz que geralmente o psicopata é tosco. Tosco é o nariz dele!
O doutorzinho fala que, “frente ao sofrimento alheio, o psicopata não mede palavras”. E dá o exemplo de quando eu disse: “eu não sou coveiro”, e “vai ficar chorando até quando?”.Mas isso é injustiça, pô! Eu me segurei. E muito. Porque minha vontade mesmo era falar: “Sua mãe morreu? Enterra e vai trabalhar,va-ga-bun-do!”

LER MAIS »
>