O recado de Mario Covas e Brizola para o PSDB e Ciro Gomes

Os que hoje se omitem de suas responsabilidades deveriam repensar suas atitudes e olhar para o exemplo de Mário Covas e Leonel Brizola na campanha de 1989.

Que falta que fazem políticos que nunca tiveram medo de se posicionar e que sempre do seu jeito pensaram no nosso país. Em 1989, na campanha de segundo turno entre Collor e Lula, Mário Covas (PSDB) e Leonel Brizola (PDT) apoiaram Lula e foram a comícios e participaram efetivamente da campanha eleitoral.
Hoje, Geraldo Alckmin e Fernando Henrique (PSDB) se omitem ante o risco de um projeto extremamente autoritário e fascista. Sua omissão e seu silêncio envergonham os que lutaram tanto pela democracia e pelo direito a votar pra presidente.
O que falar de Ciro Gomes (PDT) que se refugia nos Estados Unidos e se recusa a ser um Leonel Brizola, que superou pelo bem do país suas divergências políticas e entrou para a história como um grande democrata.
Na vida, como na política, as mágoas e o orgulho são maus conselheiros. Temos que saber colocar o destino de milhões de brasileiros acima disto tudo.
Os que hoje se omitem de suas responsabilidades deveriam repensar suas atitudes e olhar para o exemplo de Mário Covas e Leonel Brizola na campanha de 1989.

Mario covas, Lula e Brizola na campanha de 1989

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Categorias
DemocraciaDestaquesEleições 2018
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish