Noce e seus ideiais de luta estarão sempre presente!

Aos 78 anos, Osvaldo Francisco Noce partiu às 2h30 desta madrugada de quinta-feira, 14. Sempre fez questão de carregar bandeiras nas manifestações, pela educação pública, pelos direitos dos trabalhadores, por uma vida digna a todos!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Aos 78 anos, Osvaldo Francisco Noce partiu às 2h30 desta madrugada de quinta-feira, 14. Ele estava internado desde o dia 27 de dezembro. Referência de luta por uma sociedade mais justa, deixou um legado de militância, tanto nos movimentos estudantis, quanto política.

Nasceu em Araçatuba e biólogo formado veio para Sorocaba em 1979, onde trabalhou no Instituto Adolf Lutz até a sua aposentadoria. Teve três mandatos como vereador na Câmara Municipal de Sorocaba, de 1983-88, 89-92 e de 93 a 1996).

Nunca deixou de lutar pelos seus ideais. Da ditadura civil-militar até as reivindicações pelos direitos da classe trabalhadora. Durante a ditadura civil-militar militou junto com os estudantes pelo fim da censura, da repressão, atuou pela democratização do país, participando do Comitê Brasileiro de Anistia e foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores de Sorocaba (PT).

Desde 2005, era militante do Partido Socialismo e Liberdade (Psol). No documentário Porque Lutamos, da jornalista Fernanda Ikedo, de 2009, ele afirma “são 45 anos de luta, sem desistir. É claro que sofri do estômago por muito tempo, depois veio me dar depressão… tudo isso é consequência do clima que a gente vivia de expectativa, de nervoso e de luta naquela época, de possibilidade de repressão, mas eu convivo e acho que posso colaborar ainda com alguma coisa”.

E contribuiu muito. Noce, pessoa querida por todos, sempre será lembrado por se manter íntegro e acolhedor. Sempre disposto ao diálogo, não faltava a um encontro de formação, nunca recusou um convite para uma palestra, para contar sua história, sempre disposto a colaborar com um futuro melhor.

“Com certeza, ele deixou um legado gigante, que orgulho ter aprendido com ele”, afirma um dos filhos de Noce, Fabrício Viana Reis Lara.

Muitos amigos prestam homenagens nas redes sociais ao militante, que se tornou referência com sua bela história de vida. O professor de história e amigo Geraldo Titotto lembra que a vida de Noce foi “marcada pela solidariedade e militância exemplar”.

Fernanda Ikedo, para os jornalistas livres

Osvaldo Francisco Noce

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>