Morre a cantora Marília Mendonça, a rainha da sofrência

Cantora Marília Mendonça sertaneja de 26 anos é vítima de acidente em Minas Gerais

Faleceu na tarde desta sexta-feira (5/11) a cantora e compositora Marília Mendonça, de 26 anos, em um acidente aéreo. Cinco pessoas estavam a bordo do avião que caiu em Minas Gerais. Ninguém sobreviveu. Faleceram também o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor da cantora Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto e o copiloto do avião.

“Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite”, informou a assessoria da cantora.

Marília começou a compor aos 12 anos para diversas duplas sertanejas e já nessa época emplacou sucessos no topo das paradas. 2014 foi um ano importante para o sertanejo brasileiro. A jovem de 19 anos, que cresceu em Goiânia, deixou de compor músicas que estouravam semanalmente nas rádios do Brasil e do mundo e também passou a cantar. Os jornais noticiavam que, mesmo tão jovem, Marília estava pronta pra ganhar o mundo.

E pra quem cresceu nas cidades em que o sertanejo sempre foi rotina nas rádios e nas ruas, Marília era referência. Depois de décadas em que homens dominavam os palcos e cantavam sobre traição, agressões e escancaravam seu machismo, Marília surgiu como uma esperança.

Em entrevista à apresentadora Tata Werneck, a cantora disse que começou a escrever porque não queria escutar e cantar letras que ela não se identificasse, já que se sentia pessoalmente ofendida com alguns compositores.

“Pra uma música fazer sucesso é preciso contar a realidade do povo, porque se aconteceu comigo, se aconteceu com a minha mãe, se aconteceu com a minha tia, vai acontecer com outra pessoa no mundo também”, declarou.

Marília ao lado do filho, Leo, nascido em 2019

“Maquininha”, como era chamada pelos amigos por compor músicas muito rápido, é responsável por alguns dos maiores sucessos do Brasil. Foram e são cantados por duplas e cantores reverenciados pelo público, entre eles

João Neto & Frederico; Márcia Fellipe; Jorge & Mateus; Matheus & Kauan; Henrique & Juliano; Cristiano Araújo (que faleceu em um acidente de carro); Cleber e Cauan; Marcos e Fernando; Israel e Rodolfo; César Menotti e Fabiano; Ciro Netto; Paulo Victor e Gabriel; Lucas Lucco; Matheus & Kauan; Zé Neto e Cristiano. Todos intérpretes de letras escritas pela cantora e compositora.

“A gente escuta o repertório do artista, vê o que estava faltando, e escreve em cima disso”, dizia Marília, cujas letras sobre desilusão amorosa, término de relacionamentos, de superação e com viés feminista e de valorização da mulher faziam parte de seu repertório.

Com Marília, outros nomes femininos do sertanejo se fortaleceram e se consolidaram no mundo musical atual como Maiara e Maraísa, Nayara Azevedo, Paula Matos, Simone e Simária.

Marília, você é e sempre será a rainha da sofrência, mas nunca fez o Brasil sofrer tanto quanto hoje. Perder você é um baque generalizado, uma perda pessoal para amigos, parentes e fãs, e uma perda para o mundo da música e das artes.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Craque dentro e fora do campo

O centroavante Richarlison ganhou cerca de 4 milhões de seguidores em seu Instagram após fazer os dois gols na vitória do Brasil contra a Sérvia.