Menina indígena desaparece depois de combinar encontro com namorado, em Dourados, MS

A adolescente foi vista pela última vez na noite da sexta feira; autoridades e família pedem auxílio nas buscas
Ariane Oliveira desapareceu na noite da sexta-feira (2) na comunidade indígena Jaguapiru [Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal]
Ariane Oliveira desapareceu na noite da sexta-feira (2) na comunidade indígena Jaguapiru [Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal]

A adolescente indígena Ariane Oliveira, de 13 anos, desapareceu nesta sexta-feira (2) na aldeia Jaguapiru, em Dourados (MS). A menina foi vista pela última vez às 19h da sexta-feira, quando teria saído de casa para encontrar o namorado. As polícias Civil e Militar compareceram à comunidade ainda na segunda-feira para recolher os depoimentos da família, e a comunidade está realizando buscas.

Por Thaís Helena Moraes

Segundo Ramón, membro da comunidade, Ariane conversava por mensagem com o namorado por volta das 19h. Ela recebeu uma ligação e combinou de encontrá-lo às 23h na Escola Tengatui, que fica dentro da reserva indígena Jaguapiru. No entanto, de acordo com o namorado de Ariane, ela não apareceu no horário e local marcados. Desde então, não há informações sobre o paradeiro dela.

Assim que notou o desaparecimento da menina, a família notificou o cacique, que entrou em contato com as autoridades. Na noite de sexta, depois que Ariane atendeu a ligação, saiu de casa dentro de alguns minutos. Após algum tempo, o pai saiu para procurar a filha, mas não encontrou-a. A família conta ainda que não é a primeira vez que a jovem desaparece: há um ano, Ariane recebeu ameaças, foi dopada e esteve ausente por vários dias, até ser encontrada na frente de casa.

O caso é investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Dourados (MS), que conta com o apoio do Conselho Tutelar de Itaporã, uma cidade vizinha. A comunidade vem realizando buscas junto aos moradores da região e conta com ajuda de todos para encontrar a menina. A família pede que quem tiver informações entre em contato pelo número: (67) 99655-8515.

Problemas na comunidade

A comunidade Jaguapiru é uma das maiores reservas indígenas em densidade demográfica, com aproximadamente 10 mil habitantes. Em entrevista à CNN, a membros da comunidade relatam falta de políticas públicas e de assistência das autoridades, bem como “a falta de segurança, a violência doméstica, sexual e familiar, a deficiência no saneamento básico e problemas dos indígenas com bebidas alcóolicas e drogas”.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Lula e Xi: por nova ordem mundial

Coincidência vai além do terceiro mandato e é vista em discurso que desenha uma nova configuração da forças politicas no mundo, onde o protagonismo pode

Craque dentro e fora do campo

O centroavante Richarlison ganhou cerca de 4 milhões de seguidores em seu Instagram após fazer os dois gols na vitória do Brasil contra a Sérvia.

Poder Para o Povo Preto

Por Tchê Tchê, no The Players Tribune em parceria com o Observatório da Discriminação Racial no Futebol Irmão, eu carrego na alma e no corpo