Manifesto da cobertura colaborativa dos Jornalistas Livres neste Carnaval!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Não tiraremos as máscaras, não tiraremos nossos pés das ruas, não tiraremos nossas roupas de super-heróis que morreram de overdose, não tiraremos a purpurina de nossos corpos, não tiraremos o glitter e muito menos nossa bandeira feminista, black power, LGBTQ e indígena.

Cantaremos marchinhas, cantaremos do Largo da Batata até a Paulista, da Maré ao Leblon, Federação à Boca do Rio.

Pularemos como se não houvesse amanhã, sabe por quê? O evento mais subversivo do ano chegou: O CAR-NA-VAL.

Estaremos a postos, ocupando as cidades, ajudando a fazer do Carnaval a celebração da Carne e da Liberdade —que foi pra isso que ele foi inventado. Estaremos com nossos punhos levantados, com nossos pés marchando em direção a um Estado democrático, que comemore a manifestação popular, em vez de reprimi-la.

Somos a manifestação quente, suada, calorosa, amorosa, companheira, empática.

Somos a manifestação de um corpo vivo, que reluz sonhos. Uma juventude que não nasceu para ficar calada, que vai enfrentar o sinal fechado, que fará o carnaval livre, sem repressão, sem perdas.

Faremos um carnaval progressista —na diversão, não esqueceremos dos nossos censores, dos ratos em nossas piscinas e nem dos nossos inimigos que estão no poder.

Por isso, Jornalistas Livres convidam todas as foliãs e todos os foliões do País pra registrarem essa beleza, porque a ideia é publicar tudo em um diário colorido e multifacetado do Carnaval!

Basta mandar fotos, vídeos, textos para
[email protected] ou
[email protected]

Leia agora com voz de jogral:
Veeeeem, veeeem pra rua vem, pro Carnaval livre
#CarnavaLivre #JLnoCarvaldeRua #DemocraciaNoCarnaval

Esse texto foi escrito por Estela Aguiar, com base nas propostas discutidas e aprovadas coletivamente

Veja abaixo uma galeria de algumas coberturas que fizemos até agora:

#MG BLOCO BRUTA FLOR

#MG BLOCO BOI ROSADO 

GRITA: VALE ASSASSINA!

O bloco Boi Rosado sai às ruas do bairro Santa Tereza (Belo Horizonte) em protesto contra os crimes da Vale.
Imagens: Henrique F. Marques | Jornalistas Livres
#ValeAssassina #ValeMata

Por Henrique Marques | Jornalistas Livres

BLOCO BOI ROSADO GRITA: VALE ASSASSINA!

BLOCO BOI ROSADO GRITA: VALE ASSASSINA!O bloco Boi Rosado sai às ruas do bairro Santa Tereza (Belo Horizonte) em protesto contra os crimes da Vale.Imagens: Henrique F. Marques | Jornalistas Livres#ValeAssassina #ValeMata

Gepostet von Jornalistas Livres am Sonntag, 24. Februar 2019

#SP ACADÊMICOS DA URSAL

#SP BLOCO CLANDESTINO

Sofre com a truculência policial e a repressão na dispersão, no buraco da minhoca, em baixo da praça Roosevelt.

#SP BLOCO DOS SEM TETO

#MG BLOCO SAGRADA PROFANA

#MG BLOCO PULA CATRACA

#SP BLOCO AFROAFIRMATIVO ILÚ INÃ

Fernando Alabê e o bloco Ilú Inã

Fernando Alabê, do bloco afro afirmativo Ilú Inã, fala sobre o racismo na sociedade, o contexto político brasileiro e o tema desse ano do bloco no carnaval de rua paulistano, que aborda a "comunicação", a "tecnologia" e a "consciência", como arquétipos dos orixás Exú, Ogum e Iemanjá, respectivamente.

Gepostet von Jornalistas Livres am Montag, 25. Februar 2019

#aovivo #spIlú inã nas ruas, nos corações.Corpos negros e Exu presentes!

Gepostet von Jornalistas Livres am Montag, 25. Februar 2019

#aovivo #sp VOLTAMOS Ilú inã nas ruas, nos corações.Corpos negros e Exu presentes!

Gepostet von Jornalistas Livres am Montag, 25. Februar 2019

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornalistas Livres

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

As caminhadas do curta-metragem

Peripatético, curta-metragem de 2017, é um dos mais emblemáticos filmes para se perceber o novo caminhar do cinema no Brasil. Até o dia 19 de outubro estará disponível para ver gratuitamente em uma Mostra online de Cinema Brasileiro Contemporâneo no site do Itaú Cultural.

>