Mania desmentida: em 128 lives, Bolsonaro nunca usou expressão “pintou um clima”

Levantamento de lives do presidente realizadas entre 2018 e 2022 revelam que Bolsonaro nunca usou expressão “pintou um clima”

Neste domingo (16), Michelle Bolsonaro afirmou que o presidente da República tem mania de falar “pintou um clima”, como justificativa da polêmica causada com venezuelanas de 14 e 15 anos. No entanto, de acordo com o levantamento feito pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Bolsonaro não usou a expressão “pintou um clima” em nenhuma das 128 lives realizadas pelo presidente de 67 anos entre 2018 e 2022. 

“Amor, cê não vai almoçar? Só se pintar um clima. Quer dizer, só se a carne estiver boa ele vai lá e come. Então, em tudo ele tem essa mania de falar se pintar um clima. Aí, agora, falam que meu marido é pedófilo”, prosseguiu Michelle, reforçando o uso dessa expressão de forma corriqueira. 

Quando foi questionado no último debate da Band no domingo (17), o presidente repetiu a mesma justificativa de sua esposa. “Essa história de pintar clima é muito comum de mim. Uso muito isso daí […] E naquele momento foi exatamente para mostrar que pintou oportunidade, um clima, para eu entrar na casa das venezuelanas…”, disse o idoso de 67 anos. 

A análise utilizou dados com áudio e texto de falas do presidente que começaram a ser publicados no fim de 2021 pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), por meio da ferramenta Pinpoint, do Google. Os dados apresentam agora transmissões até julho de 2022 e continuam atualizando sua base de informações. No entanto, existem vídeos indisponíveis após a remoção devido a ordens judiciais. 

Assim, o levantamento da Abraji revelou o total de zero repetições de “pintou um clima” nas 128 transmissões ao vivo do presidente. Esse dado desestabiliza a declaração da primeira-dama, em que aponta a expressão como corriqueira para o marido na tentativa de mascarar a polêmica. 

A declaração polêmica de Bolsonaro 

Na entrevista, o presidente Bolsonaro contou que estava a passeio em São Sebastião, comunidade localizada em Brasília, quando parou sua moto numa esquina e avistou umas “3 ou 4 menininhas bonitas, arrumadinhas num sábado numa comunidade”. Ele ainda diz que “pintou um clima” e pediu para entrar na casa delas. Bolsonaro não explica porque um idoso de 67 anos quis entrar na casa de garotas de 14 anos. Logo após entrar na casa, Bolsonaro diz que todas eram venezuelanas e estavam arrumadas para ganhar a vida, insinuando prostituição infantil.

Tal declaração desencadeou uma intensa crítica nas redes sociais com termos, como “Pintou um clima”, “Bolsonaro pedófilo” e “Bolsonaro pervertido”. Apesar de estar registrado em vídeo para um podcast, o ataque foi visto pelo presidente como uma distorção do PT, que teria “ultrapassado os limites”. 

O presidente e seus aliados bolsonaristas acusam o PT de ter tirado sua fala de contexto para desqualificá-lo, no entanto, quem mais manipulou as informações foi o próprio. Na entrevista, Bolsonaro distorceu o encontro com as jovens para exemplificar seu discurso de uma “venezuelização” do Brasil caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vença a eleição. 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS