Lula comparecerá a COP 27 e deve reforçar seu compromisso com a questão ambiental

A conferência ambiental teve início neste domingo (6) e deve se estender até o dia 18; mais de 90 Chefes de Estado estarão presentes
[Imagem: Reprodução/Internet]
[Imagem: Reprodução/Internet]

A Conferência do Clima das Nações Unidas (COP) teve início neste domingo (6), o evento ambiental está sendo feito em Sharm El Sheikh (Egito) e terá a duração de cerca de duas semanas. Luiz Inácio Lula da Silva, presidente eleito, irá comparecer ao evento após receber o convite do presidente do Egito, Abdel Fattah El Sisi.

Por Júlia Galvão

Segundo o UOL, Bolsonaro teria se queixado da decisão de Lula de comparecer na Conferência, Jair chegou a chamar o petista de “usurpador” e o acusou de ser presidente antes da hora. “Ainda sou presidente, porra!”, disse ele. 

Até o momento, Bolsonaro não se manifestou oficialmente a respeito de sua presença no evento, sendo provável que ele mande apenas um representante. Lula deve embarcar para o Egito no dia 14 e participar da segunda semana do evento, lá, o presidente eleito pretende encontrar e conversar com alguns Chefes de Estado como Joes Biden (presidente dos Estados Unidos) e Emmanuel Macron (presidente da França). 

Mais de 190 países estarão presentes no evento com o comparecimento de cerca de 90 Chefes de Estado. A conferência vem acontecendo desde 1995 e reúne Chefes de Estado, diplomatas, pesquisadores, cientistas e intelectuais para discutir a questão climática ao redor do mundo.

Nicolas Maduro, presidente da Venezuela já chegou à Conferência e, em entrevista, disse que conversou com Lula a respeito do retorno da defesa da Amazônia. “Temos que reverter firmemente todos os processos de destruição da Amazônia, que é o pulmão do mundo. Vamos propor uma cúpula sul-americana em defesa da Amazônia, reativar o tratado de defesa dela.”

Os principais tópicos que devem ser abordados este ano são: como diminuir a emissão de gases estufa, como se preparar para a mudança climática, como compensar os países já afetados e a questão do financiamento climático. Lula provavelmente irá usar a conferência para reafirmar o seu compromisso com a questão ambiental brasileira, indo em direção oposta ao posicionamento nos últimos 4 anos de governo de Jair Bolsonaro. 

Há expectativas de que Luiz Inácio leve Marina Silva, deputada federal por São Paulo, e Simone Tebet, senadora do Mato Grosso do Sul, para o evento. Ambas são cotadas para assumir diferentes ministérios durante seu governo. 

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS