Let it go…, por Dirce Waltrick do Amarante

Adriana Varejão, 2004
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

… E ao lado de seu corpo, encontraram a seguinte carta:

Dear friend,

I am very – very – worried about you, about your health.

I have never heard about molds in lungs before.

Here we have molds in some poor houses, mainly, molds appears in bathrooms, but I never heard about molds in lungs before.

I talked with one of your Ministers and he told me that “chá de picão” is really good for everything. I never heard about “picão” before. Do you know “picão”?

Here, in the States, we use some products, in the countryside they used to use chalks against molds.

I think that if chalks are good for molds you should breathe chalk’s powder and then you are going to be cured.

I love you, you are a great guy! A really great guy.

Yours,

Donald

Google tradutor, porque não achamos o Flávio:

Querido amigo,

Estou muito – muito – preocupado com você, com sua saúde.

Eu nunca ouvi falar sobre fungos nos pulmões antes.

Aqui temos mofo em algumas casas pobres, principalmente, mofo aparece nos banheiros, mas nunca ouvi falar de mofo nos pulmões antes.

Converso com um de seu ministro e ele me disse que “chá de picão” é realmente bom para tudo. Eu nunca ouvi falar de picão antes. Você conhece picão?

Aqui, nos Estados Unidos, usamos alguns produtos, no campo eles costumavam usar giz contra mofo.

Eu acho que se o giz é bom para os bolores, você deve respirar o pó do giz e então você será curado.

Eu te amo, você é um cara legal! Um cara realmente ótimo.

Sua,

Donald

*Dirce Waltrick do Amarante é tradutora

COMENTÁRIOS

  • POSTS RELACIONADOS

    >