Justiça por Davi no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Uma máquina de cortar cabelo nas mãos foi o bastante pra que Davi Pereira Santos de Oliveira, de 22 anos, Pai de família, fosse assassinado pela Polícia Militar da Bahia (PM-BA), em São Félix, região do Recôncavo da Bahia.


Uma máquina de cortar cabelo nas mãos foi o bastante pra que Davi Pereira Santos de Oliveira, de 22 anos, pai de família, fosse assassinado pela Polícia Militar da Bahia (PM-BA), em São Félix, região do Recôncavo da Bahia.

Mais um jovem negro de sonhos interrompidos, que mesmo após sua morte seguiu sendo violentado, sendo taxado como bandido, na tentativa de justificar sua morte, um crime cometido pelo Estado. Grande parte da população da cidade protestaram nas manhãs de domingo e segunda contra a impunidade, a violência e o racismo.

*Em Salvador estaremos na rua pedindo #JustiçaPorDavi* no dia em que a Declaração Universal de Direitos Humanos completa 72 anos. *Nesta Quinta, 10 de Dezembro*, data que coincide com o Dia Internacional dos Direitos Humanos, *ás 14:00h*, poetas de busão e metrô, movimentos sociais, igrejas e sindicatos faremos um ato político-cultural em frente ao *Quartel dos Aflitos, Sede do Comando da PM-BA* por que o trabalhador pai de família Davi Pereira, como todos os outros jovens negros que tiveram suas vidas interrompidas, não será esquecido. Lute conosco e se for grupo de risco fique em casa e ajude compartilhando.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Você está cansade de ouvir falar sobre racismo?

Leia o relato de Maria Betânia Silva sobre a história do racismo no Brasil e sua trajetória como mulher negra no ministério público. Ela foi procuradora federal em meio a uma época muito mais racista e sem proteções legais que temos hoje contra o racismo.

>