Ique se despede das charges

Esta charge, marca hoje minha despedida como chargista político. Mesmo não sendo uma atividade profissional regular, permaneci produzindo meu conteúdo. É que o vício de transformar minha indignação em charge, sempre foi mais forte.

Por: Ique

Vitor Henrique Woitschach, o Ique, é um ícone do cartoon nacional, único em sua categoria a vencer duas vezes o Prêmio Esso de Jornalismo, com 25 anos de trabalho no Jornal do Brasil e passagens por veículos como Dia, Veja e Playboy. Artista multifacetado, ele foi redator e desenhista do programa humorístico Zorra Total da TV Globo até 2014 e também é pintor e escultor. Nessa última atividade, Ique produziu várias estátuas como as figuras de Michael Jackson exposta numa laje da comunidade de Santa Marta e de João Saldanha no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Ele é autor, ainda, da estátua de bronze em homenagem a Manoel de Barros instalada em um mirante da cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde nasceu e onde o poeta matogrossense passou a maior parte da vida.

Ontem Ique nos deixou. Felizmente, não por morte ou doença, mas por desgosto com a política e o jornalismo. Em seu perfil no Instagram (https://www.instagram.com/iquecartoonist/), ele publicou nessa segunda-feira, 25 de outubro, o que chamou de sua última charge, junto a um comovente desabafo. Os Jornalistas Livres agradecem as décadas de cartoons do artista, desejam boa sorte em sua trajetória daqui pra frente e publicam abaixo a íntegra de sua despedida:

O fato é que as charges, ferramentas imprescindíveis no jornalismo na década de 80, que me deram dois Prêmios Esso de Jornalismo, não têm mais o mesmo impacto, nem mais espaço profissional nos meios de comunicação.

Nas redes sociais, manipuladas pelo algoritmo que as restringem a uma bolha, amordaçando sua função jornalística primordial, as charges acabam validando um embate insólito, onde, inacreditavelmente, a vida deixou de ser prioridade, o humanismo desapareceu, o bom senso passou longe, e o negacionismo, que, alimentado por fakenews, virou verdade absoluta e ideologia política.

Tal e qual na Alemanha [email protected], muita gente supostamente esclarecida, culta e inteligente, embarcou numa realidade paralela de uma terra plana, infestada de comunistas maconheiros que comem criancinhas, e que tem que ser exterminados em nome de Deus acima de tudo.

É muito absurdo junto, parece filme de ficção. E nessa insanidade, mais de 600 mil vidas foram ceifadas. Perdi muitos amigos para a Covid, mas perdi muito mais amigos ainda para o negacionismo e para a ignorância. A julgar pela inércia e omissão das instituições democráticas, o mais provável é que tudo acabe em pizza, como sempre, e que os lados polarizados componham politicamente entre si pra que ambos ganhem, a impunidade prevaleça, e o povo faminto e sem oportunidades, continue perdendo.

Então, exausto, decidi focar na minha sobrevivência mental e emocional priorizando a qualidade de vida, me dedicando integralmente à minha arte na pintura, no desenho, na escultura, nos roteiros, onde tenho ainda muito a realizar.

Com amor acima de tudo, quero curtir meus netos, que vieram pra dar novo sentido a vida, junto com a família que me fortalece, e com os verdadeiros amigos. Gratidão aos que me acompanharam nos 44 anos de minha carreira como chargista político, da qual tanto me orgulho, e cujo ciclo, encerro aqui. #foragenocida #foracorrupto #forabolsonaro #politicalcartoon #iquecartoonist

COMENTÁRIOS

  • É um ato de resistência de sua parte… mas, perderemos a criatividade e inteligência do poder de síntese de uma charge… Saúde e bem aventuranças a vc e aos amores de sua vida!!! Gratidão

  • POSTS RELACIONADOS

    >