Gabinete do ódio: Facebook derruba contas ligadas ao clã Bolsonaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Charge: Aroeira

Nesta quarta-feira (8), o Facebook anunciou a derrubada uma rede de 73 contas, 14 páginas, um grupo e contas Instagram,  de funcionários dos gabinetes de Jair, Fábio e Eduardo Bolsonaro, além de pessoas com passagem pelo PSL, partido que elegeu o presidente genocida.

As contas e páginas foram tiradas do ar por apresentarem perfis falsos, envio de spam e uso de robôs, segundo noticiou o Facebook.

“Apenas atribuímos o que podemos provar. E removemos toda parte da rede. Vimos conexões com o PSL e com funcionários dos gabinetes das pessoas que mencionamos e o envolvimento direto deles ” (Nathaniel Gleicher, líder de políticas de segurança do Facebook).

As contas eram utilizadas para atacar adversários políticos, jornalistas , veículos de TV, além de falarem sobre eleições. No entanto, o Facebook informou que as contas e páginas foram tiradas do ar não por espalharem fake news, mas por violarem diretrizes relacionadas a spam, autenticidade e discurso de ódio. Esses perfis gastaram cerca de R$ 8 mil em anúncios.

Para a relatora da CPI das Fake News, as investigações apontam que a desinformação propagada nas redes pode ter influenciado no resultado das eleições. Aprovado no Senado, o Projeto de Lei das Fake News aguarda tramitação na Câmara. Bolsonaro é contra o PL.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>