Estudantes de medicina que ofenderam motoboys são multados e banidos de intermed

Caso ocorreu após uma aluna publicar o vídeo em suas redes sociais; prefeito de Vassouras (RJ) se pronunciou a respeito do ocorrido nesta sexta

No último domingo (9), viralizou nas redes sociais um vídeo que mostrava o grito de guerra dos alunos de medicina da Universidade Iguaçu (UNIG), campus Itaperuna, durante os jogos universitários de medicina em Vassouras. “Eu sou Playboy! Não tenho culpa se seu pai é motoboy” é um dos cantos que foram utilizados durante a competição. Veja o vídeo abaixo: 

Por Júlia Galvão

Após a revolta gerada com a publicação do vídeo, o prefeito da cidade de Vassouras, Severino Dias (DEM), se pronunciou em seu Instagram a respeito do ocorrido. “Vamos punir essa faculdade, ela não participa mais de jogos na nossa cidade”, diz o político. Ele também reforça que os estudantes são bem-vindos, mas devem ter respeito. Os alunos da instituição foram banidos da participação do Intermed e a universidade terá que pagar uma multa para o município.

O valor da multa não foi revelado pelas autoridades, mas foi divulgado que com o dinheiro será realizada a compra de uma moto que será sorteada para um motoboy da cidade. 

Confira o vídeo do prefeito: 

A Universidade também se pronunciou a respeito da fala dos estudantes pedindo “sinceras desculpas”. Também declararam que não possuem nenhum tipo de repressão ou desrespeito à raça, gênero ou classe social. E finalizam dizendo que as ações de alguns alunos não representam toda a instituição. A atlética também pediu desculpas pelo ocorrido em post do instagram.

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Lula e Xi: por nova ordem mundial

Coincidência vai além do terceiro mandato e é vista em discurso que desenha uma nova configuração da forças politicas no mundo, onde o protagonismo pode

Craque dentro e fora do campo

O centroavante Richarlison ganhou cerca de 4 milhões de seguidores em seu Instagram após fazer os dois gols na vitória do Brasil contra a Sérvia.

Poder Para o Povo Preto

Por Tchê Tchê, no The Players Tribune em parceria com o Observatório da Discriminação Racial no Futebol Irmão, eu carrego na alma e no corpo