Diário do Bolso: no escândalo da ação partidária da Lava Jato

Mesmo assim minha credibilidade vai cair. A Reforma da Previdência pode complicar. E aí o pessoal do dinheiro vai me abandonar de vez.

José Roberto Torero*

Diário, agora ferrou.

Hoje vou passar o dia todo no telefone por conta das conversas que vazaram. Pô, o Moro e o Dallagnol não podiam ter tomado mais cuidado? E se um dia me raquearem? Não se tem mais segurança nesse país!

O Moro foi bem rápido e disse que não tem nada de mais no que foi revelado. Mas quem vai acreditar? Só quem quiser muito.

Ele deu até fonte pro Dallagnol. Precisava tanto? Também ficou na cara que o pessoal forçou para a história do triplex ir para Curitiba, porque não tinha nada ligado com a Petrobrás.

Bom, acho que vamos usar aquela conversa de sempre: o hacker e o Lula é que são criminosos. O Moro e o Dallagnol, no máximo, podem ser questionados quanto à ética. O Cláudio Humberto, da Rádio Bandeirantes (grande jornalista, grande rádio!), já está falando isso.

Mas e eu? O que eu faço? Demito o Moro ou não demito? Não, não posso demitir. Senão vou dar razão para a esquerda. Mas vou ficar com o cadáver do Moro aqui do lado? Isso vai feder.

O pior é que vai sobrar pra mim. Vão dizer que ganhei a eleição roubando. Primeiro porque o Lula foi preso injustamente. Depois, porque não deixaram ele dar a tal entrevista antes da eleição.

Eu posso dizer que não tive nada com isso. Foi o Partido Novo (grande partido!) que pediu a liminar para impedir a entrevista e foi o Fux (grande juiz!) quem deu.

Desolado Fotos Eduardo Matysiak

Mesmo assim minha credibilidade vai cair. A Reforma da Previdência pode complicar. E aí o pessoal do dinheiro vai me abandonar de vez.

Eu posso tentar inverter a coisa de vez, dizendo que Moro e Dallagnol são tão bons quanto Pelé e Coutinho ou Dudu e Ademir. Mas não, não é hora de fazer piada.

O Moro não vai ser preso porque as informações foram obtidas de forma ilícita. Mas será que vão anular as decisões dele? Estão dizendo que é possível.

Será que tem jeito de desviar o assunto? O Neymar não podia fazer alguma bobagem?

Bom, já botamos os robôs para funcionar e desde as cinco da manhã o #EuapoioaLava Jato está lá em cima. Mas o #MoroeDallagnolnacadeia também vai indo bem.

A cuestão é: Será que o Intercept ainda tem mais coisa?

Ah, que saudade do meu tempo de deputado…

Foto Eduardo Matysiak, Deltan Dalagnol no watts

@diariodobolso

*José Roberto Torero é autor de livros, como “O Chalaça”, vencedor do Prêmio Jabuti de 1995. Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil. Também foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo entre 1998 e 2012.

Categorias
DestaquesGeral
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta