Diário do Bolso: a corrupção e as forças amadas

Aliás, tem um general e seis coronéis nos rolos das vacinas.Vendo tudo isso, o Aziz, presidente da CPI da covid, disse que tinha uma banda podre nas Forças Armadas. Daí, o que os militares fizeram? Disseram que iam eliminar a banda podre? Claro que não! Ameaçaram o Aziz, kkk!

Por José Roberto Torero

Corrupção? Diário, eu já engraxei muita bota de coronel e general, mas hoje em dia eles é que lambem meu sapato. Acho que ainda não topam dar um golpe, mas daqui a um ano, quem sabe?

Se a gente estiver afundando juntos no leite condensado movediço, vamos ter que dar as mãos.

Olha só como eu e os fardados somos unha e carne, Diário:

1-) Pra começo de conversa, tem mais de 6 mil militares ganhando salário no meu governo.

2-)Dizem que o povo do quartel é contra a corrupção, mas o coronel Hudson, tio da Andrea, é quem ia levar a minha ex-cunhada no banco pra ela pegar o dinheiro da rachadinha.

3-) Morreram quase 300 mil pessoas na gestão do Pazzuelo, o ministério da Saúde ficou atolado em corrupção e ele afrontou a hierarquia das Forças Armadas indo no meu comício. Mas, mesmo assim, o Exército determinou 100 anos de sigilo no processo dele.

4-) No jantar com o Dominguetti, naquela confusão da Davati, estava o coronel da reserva Helcio Bruno de Almeida, que é presidente do patriótico Instituto Força Brasil. Esse instituto defende causas muito nobres, como o armamento da população, o voto impresso e o tratamento precoce.

5-)Aliás, tem um general e seis coronéis nos rolos das vacinas.

6-)Outro deles é oGlaucio Octaviano Guerra, coronel da Aeronáutica reformado em 2016. Ele vem de uma família de gente de bem. O irmão mais velho é um ex-policial acusado de integrar a milícia do Rio de Janeiro,que já foi preso duas vezes e é chapa do Queiroz. O mais novoé um ex-auditor fiscal preso em maio de 2020 na Operação Mercadores do Caos, num esquema de desvio de verba na compra de ventiladores para pacientes com covid. A empresa desse aí, fundada em 2017, tem mais 400 contratos com as Forças Armadas que somam mais de R$ 1,4 milhão (incluindo o fornecimento de leite condensado).

7-)Vendo tudo isso, o Aziz, presidente da CPI da covid, disse que tinha uma banda podre nas Forças Armadas. Daí, o que os militares fizeram? Disseram que iam eliminar a banda podre? Claro que não! Ameaçaram o Aziz, kkk!

As Forças são para ser armadas, não amadas.

E uniforme militar foi feito mesmo pra sujar de sangue e lama, talkei?

José Roberto Torero é autor de livros, como “O Chalaça”, vencedor do Prêmio Jabuti de 1995. Além disso, escreveu roteiros para cinema e tevê, como em Retrato Falado para Rede Globo do Brasil. Também foi colunista de Esportes da Folha de S. Paulo entre 1998 e 2012.

#diariodobolso

O mito da corrupção

Diário do Bolso: Queiroz e a casa de papel

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornalistas Livres

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

eprodução da capa do site Outsports

Olimpíada sem sexo? Conte outra que essa não cola

Tóquio em tempos de pandemia estão tentando de tudo para impedir que os atletas façam sexo durante as duas semanas de competições. Como se, ao proibir sexo, fosse possível evitar, ou mesmo minimizar, o contágio pelo coronavírus.

>