Decisão do TSE sobre Lula restabelece voto censitário no país

Por Igor Santos*

Na ultima sexta-feira (31/08) o judiciário brasileiro, majoritariamente branco, velho e rico, restabeleceu o voto censitário – aquele dispositivo do período monárquico que vetava a mulheres, negros e pobres o direito ao voto. Ao decidirem quem deve ou não ser candidato, a revelia do que diz a lei e passando por cima de tratados internacionais, os juízes brasileiros não apenas restabelecem tal pratica, mas fazem algo ainda pior, travestem a mesma de decisão legal.

Ao vetarem a candidatura de Lula a presidência, uma dúzia de velhos, brancos e ricos, decidem por 37% da população. Mas para que ilusão não é mesmo? Era um golpe com supremo e com tudo, um grande acordo nacional, só que nessa festa da high society pobre entra pelo elevador de serviço para segurar bandeja e servir barão e madame.

É comum lermos em jornais e redes sociais sobre a polarização politica. Esquecem que a elite nacional construiu essa republica baseados no mais puro ódio de classe aos subalternos, as mulheres, pobres e negros. Aliás, ignorar os minorizados tem sido a lei desde as primeiras caravelas que aqui aportaram. Primeiro os índios, depois os africanos e assim sucessivamente. Agora além de ignorarem, também cancelaram seu direito de votar em quem querem, sob um pretexto fraco e em tempo relâmpago.

Os togados falam sobre ficha limpa, oras é preciso que lembremos aos togados e os celerados convencidos por tão frágil argumento jurídico que a lei fala em proibição de candidaturas de condenados em segunda instancia, contudo na mesma lei em seu artigo 26 – C, fala sobre a suspensão da inelegibilidade em caso de recurso plausível de julgamento. E quem tem recursos tramitando no STF e STJ contra essa anomalia jurídico-política? Sim, ele mesmo o Candidato de 37% da população brasileira, Luiz Inácio Lula da Silva.

Só para enriquecermos a narrativa com números, no ano de 2016, tivemos 145 candidatos a prefeito disputando a eleição sub judice, desses 98 venceram as eleições e seguem administrando seus municípios, recomendo que pesquisem os partidos que esses pertencem e concorreram as eleições. No Brasil do voto censitário a lei é para todos, mas a justiça só é feita para os ricos e brancos não é mesmo?

A violência jurídica praticada na noite de sexta-feira, deixa claro ao povo brasileiro e organismos internacionais que vivemos um tenebroso episódio. Luiz Inácio Lula da Silva é sim preso politico e o estado democrático de direito foi sequestrado por uma casta branca e velha, herdeiros de uma tradição anti-democrática e elitista.

* Igor Santos, Historiador, Cearense e Morador do ABC Paulista

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornalistas Livres

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Sítio de Ricardo Nunes em São Paulo fica em loteamento irregular

Prefeito de São Paulo tem 13 lotes em Engenheiro Marsilac, na APA Capivari-Monos, mas apenas quatro estão em seu nome; De Olho nos Ruralistas iniciou série sobre o poder em São Paulo, “Endereços”, contando que ele não tem o hábito de pagar o Imposto Territorial Rural