• Ruas, a rua e a barbárie

    Ruas apenas trabalhava. Era um dos milhões de negros e índios que ainda hoje não descansam nem durante a ceia de Natal. Em um metrô, onde o Estado inexiste, em que tudo foi privatizado, inclusive, pelo visto, até a alma das pessoas, apenas pediu calma, apenas defendeu o direito...
  • A MENSAGEM

    Quando tocou o telefone no fim do dia li a mensagem que se abria, e por coincidência chegou a noite. Era Karla, a doutora que recebe e assiste muitos imigrantes e refugiados no centro da cidade: Doutora se foi e deixou mensagem. Mera coincidência, a noite continua e Bob...
  • Racismo: a casa grande ainda precisa ser derrubada

     Desde o final da década de 1970, o movimento negro brasileiro revindica o dia 20 de novembro como dia nacional da Consciência Negra, data que remonta à morte do líder Zumbi do Quilombo dos Palmares, símbolo de resistência contra o regime escravocrata e o racismo.   Essa foi a...
  • A meritocracia e o fantástico mundo do Holiday

    A ideia de uma sociedade livre, onde cada indivíduo a partir do seu próprio esforço deve construir a sua trajetória, é bastante sedutora. Afinal, somos todos humanos e capazes, portanto, podemos chegar onde quisermos e senão atingir os objetivos estabelecidos, a culpa é única e exclusivamente sua. O Estado,...
  • Pós greve: Unicamp tem a sua primeira audiência pública sobre cotas

    Em 2016, os estudantes da Unicamp construíram uma greve que durou mais de três meses, período no qual a reitoria da universidade ficou ocupada por cerca de 60 dias.                                        ...
  • Matheus Freitas presente!

    Por Jeniffer Mendonça e fotos de Sato do Brasil Jovens, a maioria vestidos com camisetas brancas, seguravam, cada um, uma letra que formava a frase “Deus, olhai meu povo da periferia” em frente à escola estadual Presidente Tancredo de Almeida Neves, no Jardim Novo Horizonte – Grajaú, extremo sul...
  • O camburão e À queima-roupa

    O camburão Érika Bonifácio, de Belém para os Jornalistas Llivres Em instantes voltei há séculos atrás, vários capitães do mato para conter uma jovem de menos de 50k e um metro e meio da altura… Lá dentro é o navio negreiro do século XXI, eu, que reagi de forma...
  • Protesto pró-cotas Unicamp

    Quando a fala do aliado cabe na boca do inimigo

    O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão estabeleceu novas regras para verificar a veracidade da autodeclaração prestada pelos candidatos e candidatas que concorrem às vagas reservadas para negros nos concursos públicos. A partir de agora, a pessoa que concorrer pelas cotas previstas na Lei 12.990/2014 será entrevistada por uma...
  • Quem quer ser negrx no Brasil: A afroconveniência nossa de todo dia!

    Sempre fui e continuarei sendo a favor das cotas raciais, tanto nas universidades, como nos cargos públicos. Para quem está atenta a este debate, pode parecer até lugar comum dizer que as cotas fazem parte de políticas de ação afirmativa que significam uma reparação histórica às negras e negros,...
1 2 3 6