Bolsonarista agride presidente da Unegro em Belo Horizonte

Agressão ocorreu durante panfletagem em plataforma do metrô
Gabriel e Alexandre registraram boletim de ocorrência sobre o caso

O presidente da União de Negras e Negros Pela Igualdade (Unegro) em Belo Horizonte, Gabriel Fhiladélfio, de 19 anos, aguardava se submeter, nesta sexta-feira, a exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), após ser agredido com socos e chutes por um bolsonarista no metrô de Belo Horizonte, no início da noite de ontem. Várias pessoas ligadas a movimentos sociais em Minas distribuíam panfletos convocando para a manifestação deste sábado, Dia Nacional da Consciência Negra, na plataforma Lagoinha do metrô, quando foram atacadas por um homem branco, forte, de óculos e de cerca de 40 anos, que gritava o nome de Bolsonaro e tentava tomar e rasgar os panfletos.

Após notar que estava sendo filmado, o bolsonarista partiu para cima de Gabriel aos socos e chutes, agarrou o fone de ouvido e conseguiu quebrar a tela de seu celular, fugindo em seguida em meio à multidão, conforme Alexandre Braga, também integrante da Unegro, que presenciou o episódio.

Após registrar um boletim de ocorrência no posto policial do metrô, Gabriel foi encaminhado para a 4ª Delegacia de Plantão no bairro Alípio de Melo e hoje aguardavam autorização para o exame de corpo de delito no IML para verificar os hematomas sofridos, principalmente no braço direito.

Várias entidades ligadas à defesa da população negra divulgavam nota de repúdio aos episódios de agressões ocorridos em Belo Horizonte e também em Brasília:

https://sindcefetmg.org.br/repudio-agressoes-racistas-na-passarela-da-lagoinha-em-bh-e-no-aeroporto-de-brasilia/

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>