Atos contra Bolsonaro tomam as ruas do país inteiro neste 20 de outubro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Hoje, dia 20 de outubro, foi o dia do povo ir pra rua pra dizer não ao retrocesso, a retirada de diretos, a violência, o ódio e a intolerância. Hoje foi dia de lutar pela democracia, pela Justiça, pela educação e pela saúde de qualidade, por todas e todos os brasileiros que merecem um Brasil mais justo e mais igualitário.

Bolsonaro foi rechaçado nas ruas e praças de todo o Brasil e do mundo. Nesta semana a Folha divulgou o esquema de caixa dois orquestrado por Jair Bolsonaro para espalhar notícias falsas sobre Fernando Haddad.

FLORIANÓPOLIS / SC

O GRITO PELA DEMOCRACIA DA FLORIPA QUE NÃO AMA A DITADURA! #MulheresComHaddadPelaDemocracia #BolsonaroNao

Nas ruas, ninguém esqueceu a denúncia de fraude e lavagem eleitoral pelo caixa 2 da campanha de Bolsonaro: a farsa dos algorítimos pelo Caixa 2 dos patrocinado por empresários contraventores e bilionários, como Luciano Hang, dono da Havan, foi escancarada nos cartazes, faixas, refrões. Nove cidades de Santa Catarina realizaram atos contra a ameaça neonazista do candidato que usa Fake News nas redes sociais para disseminar o ódio, a mentira e roubar nossa democracia e nossas riquezas nacionais: Florianópolis, Balneário Camboriú, Blumenau, Joinville, Jaraguá do Sul, Itajaí, Criciúma, Araranguá e Caçador.

Em torno de 15 mil pessoas fizeram das ruas de Florianópolis a sua praia neste sábado de sol de 26°. O ato #MulheresComHaddadPelaDemocracia fez do Largo da Catedral uma grande roda da diversidade, com negros, grupos LGBTI, indígenas, mulheres, crianças, idosos, trabalhadores e estudantes de mãos dadas, dando um axé para salvar o país da ameaça neonazista. A presença massiva da juventude estudantil marcou a manifestação, que levantou a bandeira da Ditadura Nunca Mais, da educação pública e da proteção às riquezas ambientais, contra a entrega da Amazônia pelo candidato de extrema direita.

O som dos tambores de maracatu e dos grupos de cultura popular ecoou pela cidade, fazendo redobrar o ânimo pela virada. Concentração iniciou às 10 horas, com apresentação de esquetes teatrais, bandas musicais, e ritmos africanos e culminou com uma passeata gigante, alegre, pacífica e colorida durante a tarde pelas avenidas Paulo Fontes, Hercílio Luz e Mauro Ramos.

Raquel Wandelli / Jornalistas Livres

https://facebook.com/jornalistaslivres/videos/186827408917394/

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

>