Ato “Por todas elas” em Porto Alegre

Pelo fim da cultura do estupro POA - por Lívia Anselmo

Acontece neste momento ato em Porto Alegre-RS ato pelo fim da cultura do estupro. Dentre os pontos reivindicados estão:

  • O imediato arquivamento do projeto de Lei 5069 de autoria do Dep. Eduardo Cunha e de diversos partidos como PSDB, PP, PMDB até PT e PV, o qual viola a ética do profissional de saúde e visa impedir o acesso a pílula do dia seguinte para as mulheres vítimas de estupro;
  • A construção de mais delegacias especializadas em atendimento às mulheres vítimas de vioência com funcionamento 24h;
  • A aprovação do projeto de lei 168/2015 que prevê o aumento da penalidade para os crimes de estupro coletivo;
  • Mais investimento dos governos para a capacitação e sensbilização dos profissionais que prestam atendimento às mulheres vítimas de violência, para que não reproduzam o machismo, o racismo e a lgbtfobia;
  • Investimento dos governos em campanhas educativas de combate ao machismo, ao assédio sexual e naturalização da violência contra a mulher;
  • O combate ao machismo que é disseminado no poder Legislativo, Executivo e Judiciário, e também nos princípios misóginos que as religiões fundamentalistas incentivam;
  • A efentiva aplicação por parte do judiciário da Lei Maria da Penha e investimentos dos governos na construção dos centros integrais de atendimento à mulher;
  • E pela vida das mulheres! Pelo direito de decidir! A descriminalização e legalização do aborto.

[aesop_gallery id=”20158″]

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Há racismo estrutural, SIM!

Repudiamos com veemência mais esse assassinato e também repudiamos o vice-presidente General Mourão e o fascista lá do Palácio do Planalto que deveriam ter vergonha de afirmar que “no Brasil não há racismo”

>