Programa de Lula precisa cuidar do povo pobre para vencer Bolsonaro

Apoios são bem-vindos. Mas a vitória verdadeira contra o neo-fascismo será conquistada com base em compromissos com o povo pobre
Apoio imprescindível: Lula precisa ser o que o povo pobre espera dele para derrotar o fascismo
Apoio imprescindível: Lula precisa ser o que o povo pobre espera dele para derrotar o fascismo

Por Ricardo Melo

Períodos de ressaca eleitoral são assim mesmo. Lula venceu, mas não levou. Isto tem consequências frustrantes entre seus eleitores e apoiadores. Mas é passageiro. Nenhum político no Brasil foi tão perseguido e humilhado quanto Lula. Certas pessoas parecem esquecer que o presidente mais bem avaliado da história brasileira ficou 580 dias preso com base em decisões depois anuladas, para não falar do resto.

A votação de Lula agora, comparada com a do candidato-tampão Fernando Haddad em 2018, explica tudo. 26 milhões de votos a mais! Isso, por si só, expõe o motivo da fúria de todos aqueles que conspiraram para tirar Dilma do poder e mandar Lula para a cadeia com base em processos fraudulentos.

Apoio a Bolsonaro

Atualmente, todos somos bombardeados por manchetes e imagens com os “apoios” a Bolsonaro por parte de… bolsonaristas. Governador de Minas é velho parceiro ideológico do sujeito que assaltou famílias e o Planalto. Governador do Rio faz parte da turma do Witzel e dos milicianos. Bolsonarista raiz. Agronegocistas desmatadores, companheiros do garimpo ilegal e cúmplices do extermínio de indígenas também participam da encenação. Em São Paulo, a situação mais caricata: o governador do PSDB, tal qual uma criatura de lupanar, declarou sua adesão a Bolsonaro e Tarcísio. Agiu como gente que jura amor para ganhar uns trocados ou satisfazer necessidades fisiológicas. Apenas isso? Piorseu apoio foi rejeitado pelo apoiado. Não se sabe se a gente ri ou chora. Eu prefiro rir.

O melhor seria jogar tudo isso no lixo, exceto por um motivo: essa gentalha que se declara bolsonarista para posar em fotos como se fosse novidade está no manejo do dinheiro público. Vai usar esta “vantagem” para esparramar verbas onde o povo tem fome e jovens vendem o que tiverem à mão nos semáforos. Aliados com a carteira abarrotada com o dinheiro surrupiado do povo ameaçam funcionários se votarem em Lula, como bem demonstra reportagem dos Jornalistas Livres. Será daí para baixo.

Apoio a Lula

Lula nunca foi de esquerda genuína. Já disse e repeti isso várias vezes. Isso nada depõe contra ele. Sua história de vida, trajetória política e governos que liderou são credenciais mais do que suficientes para colocá-lo milhões de quilômetros à frente de Bolsonaro, usurpador a serviço da roubalheira por interesses pessoais e da liquidação da democracia.

A luta não será fácil. Ninguém se impressione se a grande mídia –a mesma que colocou Lula no cadafalso durante anos e nunca se retratou de fato— amacie a cobertura sobre Bolsonaro para manter seus privilégios. Apoios como o de Simone Tebet a Lula sempre serão bem-vindos, desde que com base em princípios. Detalhe: um programa de governo não é coração de mãe. O objetivo de quem tem compromissos com o país e a maioria esfolada durante séculos é sepultar politicamente os neo-fascistas. Não buscar uma “paz” de foto.

Mãos à obra. Isso é que será decisivo!

Leia mais AQUI

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Lula e Xi: por nova ordem mundial

Coincidência vai além do terceiro mandato e é vista em discurso que desenha uma nova configuração da forças politicas no mundo, onde o protagonismo pode

Craque dentro e fora do campo

O centroavante Richarlison ganhou cerca de 4 milhões de seguidores em seu Instagram após fazer os dois gols na vitória do Brasil contra a Sérvia.