Programa de Lula precisa cuidar do povo pobre para vencer Bolsonaro

Apoios são bem-vindos. Mas a vitória verdadeira contra o neo-fascismo será conquistada com base em compromissos com o povo pobre
Apoio imprescindível: Lula precisa ser o que o povo pobre espera dele para derrotar o fascismo
Apoio imprescindível: Lula precisa ser o que o povo pobre espera dele para derrotar o fascismo

Por Ricardo Melo

Períodos de ressaca eleitoral são assim mesmo. Lula venceu, mas não levou. Isto tem consequências frustrantes entre seus eleitores e apoiadores. Mas é passageiro. Nenhum político no Brasil foi tão perseguido e humilhado quanto Lula. Certas pessoas parecem esquecer que o presidente mais bem avaliado da história brasileira ficou 580 dias preso com base em decisões depois anuladas, para não falar do resto.

A votação de Lula agora, comparada com a do candidato-tampão Fernando Haddad em 2018, explica tudo. 26 milhões de votos a mais! Isso, por si só, expõe o motivo da fúria de todos aqueles que conspiraram para tirar Dilma do poder e mandar Lula para a cadeia com base em processos fraudulentos.

Apoio a Bolsonaro

Atualmente, todos somos bombardeados por manchetes e imagens com os “apoios” a Bolsonaro por parte de… bolsonaristas. Governador de Minas é velho parceiro ideológico do sujeito que assaltou famílias e o Planalto. Governador do Rio faz parte da turma do Witzel e dos milicianos. Bolsonarista raiz. Agronegocistas desmatadores, companheiros do garimpo ilegal e cúmplices do extermínio de indígenas também participam da encenação. Em São Paulo, a situação mais caricata: o governador do PSDB, tal qual uma criatura de lupanar, declarou sua adesão a Bolsonaro e Tarcísio. Agiu como gente que jura amor para ganhar uns trocados ou satisfazer necessidades fisiológicas. Apenas isso? Piorseu apoio foi rejeitado pelo apoiado. Não se sabe se a gente ri ou chora. Eu prefiro rir.

O melhor seria jogar tudo isso no lixo, exceto por um motivo: essa gentalha que se declara bolsonarista para posar em fotos como se fosse novidade está no manejo do dinheiro público. Vai usar esta “vantagem” para esparramar verbas onde o povo tem fome e jovens vendem o que tiverem à mão nos semáforos. Aliados com a carteira abarrotada com o dinheiro surrupiado do povo ameaçam funcionários se votarem em Lula, como bem demonstra reportagem dos Jornalistas Livres. Será daí para baixo.

Apoio a Lula

Lula nunca foi de esquerda genuína. Já disse e repeti isso várias vezes. Isso nada depõe contra ele. Sua história de vida, trajetória política e governos que liderou são credenciais mais do que suficientes para colocá-lo milhões de quilômetros à frente de Bolsonaro, usurpador a serviço da roubalheira por interesses pessoais e da liquidação da democracia.

A luta não será fácil. Ninguém se impressione se a grande mídia –a mesma que colocou Lula no cadafalso durante anos e nunca se retratou de fato— amacie a cobertura sobre Bolsonaro para manter seus privilégios. Apoios como o de Simone Tebet a Lula sempre serão bem-vindos, desde que com base em princípios. Detalhe: um programa de governo não é coração de mãe. O objetivo de quem tem compromissos com o país e a maioria esfolada durante séculos é sepultar politicamente os neo-fascistas. Não buscar uma “paz” de foto.

Mãos à obra. Isso é que será decisivo!

Leia mais AQUI

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Sítio de Ricardo Nunes em São Paulo fica em loteamento irregular

Prefeito de São Paulo tem 13 lotes em Engenheiro Marsilac, na APA Capivari-Monos, mas apenas quatro estão em seu nome; De Olho nos Ruralistas iniciou série sobre o poder em São Paulo, “Endereços”, contando que ele não tem o hábito de pagar o Imposto Territorial Rural

Maria da Conceição Tavares

Era assim Conceição Tavares: trovejava e relampejava, parecia uma alucinada às vezes, mas se mostrava cuidadosa e ponderada nos momentos críticos