Só as mulheres cuidam de outras mulheres: um agradecimento às enfermeiras

Elas arriscaram seus empregos e denunciaram o anestesista estuprador, que foi preso em flagrante pela polícia
O anestesista Giovanni Quintella Bezerra no momento de sua prisão

Um médico anestesista foi preso em flagrante na madrugada desta segunda-feira (11), por estupro de vulnerável. Giovanni Quintella Bezerra, recém formado, abusou de uma paciente durante uma cirurgia cesárea no Hospital da Mulher Heloneida Studart em Vilar dos Teles, São João de Meriti, município na Baixada Fluminense, após aplicar doses extras de anestesia.

O crime só pode ser denunciado graças às enfermeiras que desconfiaram da quantidade de sedativo que o anestesista dava para as pacientes e a forma como ele posicionava o lençol tapando todo o rosto das mulheres. Elas então colocaram um celular num ângulo que pudesse filmar o que o médico estava fazendo com a mulher apagada por trás daquele pano. Foram essas mesmas enfermeiras que denunciaram o crime rapidamente para a polícia que chegou a tempo de prender o anestesista estuprador em flagrante.
Não podemos deixar de notar que somente as mulheres repararam na conduta estranha do médico. É preciso frisar a coragem de agir numa situação dessas, de produzir provas – porque sabemos que nossa palavra nunca tem valor, de arriscar seus empregos – já que é muito fácil um “corte de funcionários” acontecer depois desse tipo de denúncia, além de que a enfermagem sempre é a área mais frágil dentro de um hospital.

Essas mulheres salvaram não só essa vítima como várias outras que poderiam ser as próximas. Giovanni Quintella Bezerra se tornou membro ativo da Sociedade Brasileira de Anestesiologia no último dia 2 de abril de 2022, 100 dias antes de cometer o crime gravado. O estupro aconteceu 5 meses após o anestesista ter se formado e ainda não se sabe se há outras vítimas. Se no início da carreira Giovanni já estuprou uma mulher super dopada por ele, precisamos agradecer às enfermeiras corajosas que conseguiram barrar este estuprador e os crimes que ele poderia vir a cometer.

Ultima story publicado por Giovanni

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornalistas Livres

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

Uma crise fabricada

Lula será candidato forte à reeleição em 2026. E seus indicados terão maioria folgada no Banco Central de janeiro de 2025 em diante. Os adversários estão inquietos e fabricam crises.