Lula, não daremos um dia de paz aos golpistas!

Uma carta para o presidente

DE: Laís Gouveia
PARA: Lula

Para Luiz Inácio Lula da Silva, com todo meu carinho

Olá, presidente, espero que a vitória do Corinthians tenha lhe animado.

Na última sexta fui ao sindicato somar forças em sua defesa. Vi PSOL, PT e PCdoB no mesmo palanque, também negros, operários, nordestinos e crianças, muitos deles com lágrimas nos olhos. Aquilo ali cheirava à povo, cheiro esse que incomoda muito dono de puteiro e juiz corrupto.

Enquanto voltava para casa, seguindo de SBC para a capital (caminho que você fez tantas vezes), um filme passou na minha cabeça. Pensei no meu pai que parou de vender bijouterias para complementar a renda de casa, a minha vaga na federal conquistada através do Reuni. Mas sabe, Lula, eu seria muito falsa se dissesse que vivi em situação de míséria. Eu não vivi, mas vi várias pessoas saírem da fome por conta do seu governo, ou mesmo a primeira geração que teve energia elétrica em casa. Quem hoje manda piadas no grupo da família te chamando de bêbado ladrão, provavelmente nunca precisou entrar na faculdade pelo Prouni ou tem a memória muito curta.

Quando você fez sua fala no Congresso da UJS, naquele clube chique, e todas as madames se incomodaram com nossa presença ali, eu comecei a entender que o ódio de classe é reflexo disso: Empregada doméstica andando de avião constrange, negro estudando em PUC é sustentar vagabundo.

Sabe que mais me surpreende? Mesmo estando agora no cárcere, você acolheu e passou a mensagem de esperança para toda a militância. Sem cair ou se esmorecer. És uma rocha.
Agradeço por você ter proporcionado os melhores anos da minha vida, onde eu pude viver a democracia plena. Vi o Brasil do Pré-sal mandar Bush catar coquinhos, assim como o BRICS mandar uma banana para o eixo imperialista. Estado de bem estar social pleno, comida, dinheiro, educação, oportunidade.

Você errou sim em seu governo, mas você sabe muito bem que seu cárcere é por conta de outros motivos, bem mais ordinários e cruéis.

Lula, sinta-se abraçado pelos milhões de brasileiros que hoje choram por conta da sua prisão, mas que lutarão até o fim pela sua liberdade. Não sairemos das ruas, não daremos um dia de paz aos golpistas nefastos. Vivemos uma guerra.

Um dia a democracia irá voltar. Boto fé. Um abraço apertado, recheado de gratidão.

Laís Checchetto Gouveia Lula da Silva

“Todos esses que aí estão
Atravancando meu caminho,
Eles passarão…
Eu passarinho!”
Mário Quintana

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Categorias
Cartas para LulaGolpeLava JatoLula

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish