Professores municipais de São Paulo fazem ato contra reforma da Previdência

Professores municipais da região do Bom Retiro e Casa Verde, famíliares e alunos fizeram, na manhã desta sexta-feira (23), ato para denunciar a reforma da previdência municipal. Os professores...

Professores municipais da região do Bom Retiro e Casa Verde, famíliares e alunos fizeram, na manhã desta sexta-feira (23), ato para denunciar a reforma da previdência municipal.

Os professores estão em greve há 15 dias. De acordo com a Prefeitura, 93% das escolas aderiram à paralisação.

Mais de 100 manifestantes se reuniram às 7h em frente à CEI Wilson Jose Abdalla e caminharam até a Marginal Tiête, onde fecharam duas vias por cerca de 10 minutos.

Esse foi um ato organizando pelas escolas da região e surgiu de uma reunião com as famílias dos alunos. Os cartazes foram confeccionados pelas/os professoras/e, familiares e alunos.

Para a professora Sara Siqueira o ato foi muito importante para dialogar com a comunidade: “O apoio nas ruas foi grande. Foi um ato muito importante para dialogar com as comunidades das escolas. Tinham famílias, crianças, bebês da CEI, professores, gestores, apoiadores. Foi importante para dialogar com o entorno e mostrar os motivos da greve. Estamos em luta pelo SampaPrev, pela nossa aposentadoria, mas também estamos em luta pelos direitos das crianças, que não tem mais transporte gratuito, não tem mais leite. A minha escola, por exemplo, deixou de ser integral e isso impacta diretamente a comunidade. O ato foi muito positivo”

Categorias
CidadesDestaquesEducaçãoSão Paulo
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish