R$ 4 – CONTRA O AUMENTO DAS TARIFAS! DESOBEDIÊNCIA! NENHUM CENTAVO A MAIS

Doria e Alckmin anunciaram mais um aumento no transporte. E esperam um início de ano tranquilo? Vai ter luta na cidade! Por Movimento Passe Livre
Manifestação contra o aumento das tarifas de ônibus e metrô

Todo ano a história é a mesma: Prefeitos e Governadores justificam o aumento da tarifa alegando a suposta necessidade de fazer o reajuste para manter o equilíbrio do Sistema.

Equilíbrio para quem?

Para quem passa 4 horas diárias em ônibus e trens lotados, para quem gasta um terço da renda familiar com o preço das passagens, para quem deixa de comprar alimento, remédio, de pagar o aluguel para poder pagar a tarifa do transporte, para os mais de 30 milhões de brasileiros que não tem acesso ao transporte por não ter como pagar é que não é!

Todo mundo sabe o que significa um aumento! E, por isso, não vamos deixar barato!

NENHUM CENTAVO A MAIS!

AUMENTO NÃO!!

#aumentonão #contraoaumento #doriaprefake #doriapatrao

4.00 REAIS! CONTRA O AUMENTO: DESOBEDIÊNCIA!!!

Querem nos fazer pagar ainda mais caro pelo que nem deveríamos pagar e NÃO É POSSÍVEL ACEITAR PACIFICAMENTE A EXISTÊNCIA DE UM OUTRO AUMENTO!

Por uma vida sem catracas!!!

Se ontem o prefeito empresário e seu padrinho governador anunciaram mais um aumento no transporte, hoje já avisamos que vamos travar a resistência contra a tarifa! Doria e Alckmin esperavam um início de ano tranquilo?

Vai ter luta na cidade!

Na mais pura amizade, João Doria e Geraldo Alckmin novamente deram as mãozinhas e anunciaram MAIS um aumento! Dessa vez, de vinte centavos na nossa já absurda passagem para o começo do próximo ano e ainda junto com o corte de muitas linhas que usamos todos os dias. Movimentar-se pela cidade, algo pelo qual não deveríamos ter que pagar, agora vai custar R$ 4,00 – QUATRO REAIS – e pra quem pega metrô e ônibus, vai para R$ 6,00. Nas linhas da EMTU, mais ainda!!!

No começo desse ano, Dória MENTIU (Dória sempre mente) ao dizer que congelou o preço da tarifa.

Não só, junto de Alckmin, aumentou o valor da integração em quase 1 real e reduziu as cotas do passe estudantil dos estudantes, como também aumentou os bilhetes temporais e mudou a ordem de cobrança para beneficiar ainda mais o bolso dos seus amigos empresários. A licitação do serviço municipal de transporte nem ao menos teve abertura pra ser discutida com a população! Mas temos a nossa proposta: Não queremos um transporte excludente, queremos tarifa zero pra geral!

AUMENTO NÃO!

Enquanto o governador e o prefeito se importam somente com o lucro dos seus amigos empresários, a cada vez que a tarifa sobe, aumenta o número de pessoas excluídas do transporte coletivo. Entre nós e a cidade (que nós mesmos fazemos funcionar!) existe uma catraca que cobra cada vez mais caro. É que para os de cima, ninguém tem que sair da periferia se não for para trabalhar ou – se tiver dinheiro – para consumir.

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Categorias
CidadesDestaquesEscolas em LutaEstudantesGeralManifestaçõesMobilidademobilidadeMovimentos SociaisOcupaçõesPolíticaSão Paulo

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Um comentário
  • realista@hotmail.com
    28 dezembro 2017 at 22:19
    Comente

    Ê pobreza ! Todo esse comentário por um aumentozinho de 20 centavinhos ? O aumento deveria ser até maior, mas como ano que vem é ano de eleição, eles resolveram maneirar. E R$ 4,00 tá muito bão ! Tiraram os centavinhos e deixaram a passagem ” cheia “. Todo o ano é a mesma coisa. Na hora do reajuste anual o povo reclama. E a inflação ? E os combustíveis ? E o subsídio ? Tem que aumentar mesmo ! Os insatisfeitos que vão pra rua de novo pra reclamar de 20 centavinhos. Esse povo de esquerda só reclama.

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish