Ajude a Casa Tina Martins a alcançar voo até Cuba

Texto por Isabela Abalen, para os Jornalistas Livres

Do dia 12 ao 16 de fevereiro de 2018 acontecerá a 11ª edição do Congresso Internacional de Educação Superior “Universidad 2018” em Havana, capital de Cuba. O lema será “A Universidade e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” e duas coordenadoras da Casa de Referência da Mulher Tina Martins, Jéssica de Castro, estudante de Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Minas Gerais, e Ana Carolina Amoni, arquiteta formada, enviaram um artigo para o Congresso. A intenção é pautar o tema do gênero no ensino e na prática do planejamento urbano usando de exemplo desafios e frutos da Casa Tina Martins, de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Para isso, as mulheres Tina, Olga Benário e todas as que defendem a vida do gênero precisam do seu apoio.

O artigo leva o título “Casa Tina Martins: fazendo da turbulência um caminho para um planejamento urbano mais equitário” e nele se é argumentado como a luta realizada na Casa auxilia tanto a pós-violência quanto serve de empoderamento para que as mulheres subvertam as opressões urbanas impostas, públicas e privadas.

O espaço totalmente voltado à seguridade da vida da mulher é resultado da primeira ocupação feminista da América Latina, realizada em março de 2016, que exigia políticas públicas para o gênero feminino, o qual no Brasil sofre de altos índices de agressão. Segurança, saúde, creche e respeito às mulheres e às suas necessidades foram pleiteadas por 87 dias até ser conquistada a Casa de Referência da Mulher Tina Martins, no centro de Belo Horizonte, como parte da Rede Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Mulher em Minas Gerais. Hoje, a casa abriga e ampara mulheres em estado de vulnerabilidade e já se tornou parte da história de luta da mulher belorizontina, brasileira, latino-americana.

Pelo seu histórico de resistência e caráter construtivo de uma maneira de olhar a sociedade por um viés de gênero, as mulheres da Casa Tina Martins entendem que deve-se levar a experiência para ocupar, inspirar e crescer em demais lugares. Cuba é um deles. A Academia também.

É possível contribuir para a viagem da Jéssica, da Carol e da Tina para o Congresso “Universidad 2018” em Havana até o dia 20 de janeiro de 2018 por meio do site: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-casa-tina-martins-a-voar-ate-cuba. Carol e Jéssica falam, ainda, diretamente com você no vídeo feito na Casa.

Conheça a história da Casa Tina Martins pelas fotos do fotógrafo Jornalista Livre Maxwell Vilela.

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Categorias
Belo HorizonteComunicaçãoDebateDestaquesFeminismoGeralmulheres

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.
Um comentário
  • realista@hotmail.com
    29 dezembro 2017 at 19:17
    Comente

    Se fosse pra ir pra Miami, eu ajudava ! Mas pra Cuba ? ? ? ? ? ? Nem pensar ! ! ! ! !

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish