Alimentação saudável, luta e cultura: Armazém do Campo do MST é inaugurado em BH

Por Isabela Abalen, para os Jornalistas Livres Na esquina da Av. do Contorno com a Av. Augusto de Lima, nº 2136, o Armazém do Campo do Movimento dos Trabalhadores...
Foto por Lucas Bois, Jornalistas Livres

Por Isabela Abalen, para os Jornalistas Livres

Na esquina da Av. do Contorno com a Av. Augusto de Lima, nº 2136, o Armazém do Campo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) foi inaugurado no Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher (25 de Novembro) com rica programação cultural. O espaço, efeito do sucesso do primeiro Armazém aberto em julho do ano passado em São Paulo, chega a capital mineira fornecendo produtos orgânicos e agroecológicos vindos dos assentamentos e da agricultura familiar MST.

O evento de inauguração contou com uma programação cultural e política com apresentações de dança, poesia, bloco de carnaval e rodas de conversa. Artistas como Pereira da Viola, Xicas da Silva e Di Souza compareceram trazendo a música; a roda de conversa do combate à violência contra a mulher e o Slam das Minas discutiram a mulher na sociedade; e a Disputa Nervosa Jovem de Passinho e o Samba de Roda com Fala Tambor diversificaram as apresentações culturais.

Foto por Dowglas Silva

Além dos preços acessíveis, a instalação permanente do Armazém do Campo tem caráter político, reafirmando a luta agrária. No centro da cidade, a luta dos trabalhadores sem terra dialoga com a vida urbana, conscientizando e educando à uma alimentação saudável contrária ao modelo dos agronegócios e resultado do trabalho digno dos camponeses. O armazém, que se engrandece pelo seu histórico de resistência e cultura, ficará aberto ao público de segunda a sábado na Av. Augusto de Lima, nº 2136, das 8h às 22h.

Foto por Lucas Bois, Jornalistas Livres

Foto por Lucas Bois, Jornalistas Livres

Foto por Lucas Bois, Jornalistas Livres

Foto por Isis Medeiros, Jornalistas Livres

Foto por Isis Medeiros, Jornalistas Livres

Foto por Dowglas Silva

Foto por Dowglas Silva

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Categorias
AgroecologiaBelo HorizonteCulturaDestaquesGeralMSTmulheres

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish