FMU em luta contra destruição do ensino

Contrários ao novo modelo acadêmico e às demissões em massa de docentes desde a compra da FMU pela Laureate, alunos organizam protesto
Alunos contra a demissão de professores e a destruição da FMU

Por Igor Siqueira, especial para os Jornalistas Livres

A Laureate International Universities é a maior rede de instituições de ensino privado do mundo e está presente em mais de 70 instituições em 25 países. No Brasil, a empresa detém investimentos em 12 instituições brasileiras. São elas:  BSP – Business School São Paulo; CEDEPE Business School; Complexo Educacional FMU; Centro Universitário do Norte (UniNorte); Centro Universitário IBMR; Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter); Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (FADERGS); Faculdade dos Guararapes (FG); Faculdade Internacional da Paraíba (FPB); Universidade Anhembi Morumbi; Universidade Potiguar (UnP); e Universidade Salvador (UNIFACS).

A compra da FMU aconteceu em 2013 após quase um ano de negociações. Segundo matéria divulgada no Estadão no mesmo ano, o valor do negócio foi de R$1 bilhão. Desde então, os alunos alegam queda na qualidade de ensino.

Recentemente os alunos foram informados sobre o novo modelo acadêmico previsto para o segundo semestre de 2017 que reduz em 25% a carga horária. A instituição também anunciou a demissão de 220 professores.

Em assembleia realizada no dia 03/07, os professores decidiram, por unanimidade, entrar em greve. Uma nova assembleia está prevista para o dia 2 de agosto, mas os professores afirmam que se a FMU não se retratar, as aulas não serão iniciadas

Os alunos se organizam para um ato público no próximo dia 15, às 11h. O principal objetivo é tentar barrar as demissões em massa de professores e a reestruturação do modelo acadêmico.

A manifestação está prevista para acontecer na Praça da Sé. De lá, os estudantes caminharão para o Campus Liberdade da FMU.

Segue abaixo a convocatória publicada através do evento no facebook:

mercenária mantenedora Laureate tem sido, mais uma vez, extremamente prejudicial aos alunos das Faculdades Metropolitanas Unidas, que sempre se orgulharam de sua instituição e corpo docente.

O novo modelo acadêmico imposto por esta reduz a carga horária e a qualidade do curso e gera aumento nas mensalidades sem oferta de uma educação melhor.

Nossa educação, em vez de ser tratada como direito fundamental está sendo tratada como mera mercadoria em um utilitarismo que visa apenas ao lucro desenfreado.
Não queremos redução na grade horária! Não queremos disciplinas à distância nem que nossos professores sejam demitidos em uma clara manobra para redução de despesas. Queremos uma educação à altura do nome que a FMU ainda representa e do preço que se paga.

Laureate, nós dizemos não à precarização do ensino que vocês nos impõem.

Nos ajude!

Por mais que a FMU seja uma universidade particular, nós temos companheiros que vão às matrículas porque não vêem outra saída. Antes tinhamos alguns descontos mas a Laureate tirou todos e supervalorizou a mensalidade.

Nosso ato acontecerá no dia 15/07 (sábado), a concentração ocorrerá às 11h na Praça da Sé e sairemos com destino ao Campus Liberdade.

Chamem todos os seus amigos que estudam nos mais variados cursos da FMU ou em outras instituições para se unir a nós. Tragam cartazes, buzinas e muita disposição!

LEMBRANDO: ESSA MANIFESTAÇÃO NÃO É DO CURSO DE DIREITO, MAS DE TODOS OS ALUNOS QUE SE SENTEM LESADOS COM A PÉSSIMA ADMINISTRAÇÃO DA LAUREATE!

“Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Categorias
CulturaDestaquesEducaçãoEscolas em LutaMovimento Estudantil

Mídia democrática, plural, em rede, pela diversidade e defesa implacável dos direitos humanos.

Um comentário
  • Alunos da FMU em luta contra destruição do ensino | METAMORFASE
    6 julho 2017 at 21:24
    Comente

    […] Fonte: Alunos da FMU em luta contra destruição do ensino […]

  • Deixe uma resposta

    AfrikaansArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish