Nenhuma a menos, nenhum direito a menos

Campinas (SP) foi  às ruas no 8 de março,  dia internacional da luta feminina,  manifestar contra a reforma da previdência, o machismo e por mais direitos também relembraram o...
Nenhum Direito a Menos

Campinas (SP) foi  às ruas no 8 de março,  dia internacional da luta feminina,  manifestar contra a reforma da previdência, o machismo e por mais direitos também relembraram o assassinato das nove mulheres na virada do ano.
As mulheres da cidade aderiram à greve internacional e foram às ruas em protesto. Entre várias bandeiras levantadas no ato estavam a reforma da previdência, a retirada de direitos e  o retrocesso propostos pelos governos municipais, estaduais e federal, a luta contra a violência de gênero, o fim da LGBTfobia, o debate de gênero nas escolas e a criação de políticas públicas para garantir a segurança e o bem estar da mulher trabalhadora. O ato concentrou-se em frente à Catedral Metropolitana seguindo em passeata pelas ruas do centro da cidade.
A manifestação seguiu até o prédio  da Prefeitura Municipal de Campinas que enfrenta várias criticas, assim como a Câmara Municipal de Campinas também conhecida por suas posturas conservadoras que caminha na contra mão dos direitos humanos.

Fotos: Fabiana Ribeiro

Categorias
FeminismoGeralGolpeManifestaçõesPolítica
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseRussianSpanish

Relacionado com