Já imaginou o que eles fazem na quebrada?

Maíra Pinheiro fala sobre a abordagem da Guarda Civil Metropolitana (GCM), quando foi detida por pichar uma parede com palavras de protesto numa rua do centro de São Paulo.
A estudante de direito da Faculdade São Francisco e suplente de vereador, Maira Machado Frota Pinheiro

JÁ IMAGINOU O QUE ELES FAZEM NA QUEBRADA?

A estudante de direito da Faculdade São Francisco e suplente de vereador, Maira Machado Frota Pinheiro

EXCLUSIVO: Maíra Pinheiro fala sobre a abordagem da Guarda Civil Metropolitana (GCM), quando foi detida por pichar uma parede com palavras de protesto numa rua do centro de São Paulo. Ela tem consciência de que não faz parte da “clientela” que sofre com o extravasamento da violência do Estado. Maíra é branca e conhece os fundamentos da justiça, pois é estudante de Direito.

Na entrevista, a estudante nos questiona sobre o que está em jogo? E se preocupa com as escolhas arbitrárias da atual gestão do prefeito João Dória, sobre a definição do que é arte ou não é? E em quais locais da cidade a arte deve estar presente ?

Para ela, esses são pontos muito mais importantes do que a aplicação da primeira multa de 5 mil reais, que João Dória quer fazer com que os pichadores paguem.

“O que está em jogo, é qual cidade que a gente quer construir. A construção será com resistência!” finaliza, Maíra

Videorreportagem: Kátia Passos,
Edição: Joana Brasileiro,
Jornalistas Livres

Categorias
Geral
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

AfrikaansChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanGreekHebrewItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanish